quarta-feira, junho 12, 2024
INICIAL☆ Destaque 2CCZ adera à campanha da EPTV contra o mosquito da dengue

CCZ adera à campanha da EPTV contra o mosquito da dengue

A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi Mirim, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) também estará participando da Campanha Regional de Combate ao Aedes aegypti, promovido pela EPTV e que abrangerá 317 municípios da área de cobertura da emissora.

Segundo o supervisor de equipes do CCZ, César Henrique Selegatti, nada vai mudar na forma de atuação do órgão, cujo trabalho, segundo ele, não para o ano inteiro. “Com a dengue não podemos baixar a guarda”, salienta. Vale ressaltar que em 2023, Mogi Mirim teve apenas 115 casos da doença.

Esse foi um dos menores índices da região, mas César insiste que se houver relaxamento, certamente os casos de dengue cresceriam rapidamente. O supervisor coordena uma equipe com 14 agentes de controle de endemias que, diariamente, estão nas ruas da cidade monitorando casos ou notificações da doença informados pela VE (Vigilância Epidemiológica).

Caso haja um caso positivo, César explica que os agentes passam a investigar o quarterão onde foi registrado o caso, assim como as quadras no entorno do imóvel, sempre buscando possíveis locais de criadouros da larva do mosquito Aedes aegypti, especialmente em imóveis abandonados.

Em muitos casos, é feita a nebulização costal para eliminar o mosquito alado. Além disso, ele destaca que as visitas de casa em casa acontecem durante todo o ano. Os dados colhidos pelos agentes formam a ADL (Avaliação de Densidade Larvária), um levantamento que servirá de parâmetro para as futuras ações do CCZ.

Paralelamente, o órgão também trabalha em parceria com a empresa Simeprag, que realiza vistorias em escolas, creches, UBSs (Unidades Básicas de Saúde), indústrias e comércio, principalmente, borracharias e coletores de sucata. Também são alvos os chamados IEs (Imóveis Especiais), com grande circulação de pessoas, como supermercados, postos de saúde, etc.

“Estamos sempre buscando os PEs (Pontos Estratégicos) que são locais onde há muita concentração de criadouros”, explicou. Já em relação à campanha da EPTV, que antecede o “Dia D” de mutirão de combate ao Aedes, no dia 24 de fevereiro, César elogiou essa iniciativa e espera que a população também coopere nesse esforço de “guerra” contra o mosquito da dengue.

“Sem essa participação da comunidade, dificilmente venceremos a dengue”, finalizou. Desde 2016, a EPTV realiza a campanha regional de combate à dengue. O objetivo é conscientizar a população sobre os riscos trazidos pelo mosquito, que transmite doenças graves como a dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus. Todos os anos, prefeituras e secretarias de Saúde são incentivadas a desenvolverem ações simultâneas de combate aos criadouros e à proliferação do mosquito.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments