quinta-feira, julho 11, 2024
INICIALVariedadesComo está a saúde dos profissionais de saúde?

Como está a saúde dos profissionais de saúde?

Durante praticamente todo o ano falamos sobre como cuidar da nossa saúde. Entre os mais diversos temas, incluindo as campanhas ligadas a inúmeras cores, temos dicas de alimentação e modos saudáveis, bem como convocações para importantes ações de imunização.

Mas uma dúvida pertinente é: como está a saúde de quem cuida da nossa saúde. Estes trabalhadores estão envolvidos em uma rotina difícil de ansiedade e de uma relação próxima com seus pacientes e isso se intensificou ainda mais nos últimos anos, com a pandemia de covid-19.

De acordo com um estudo produzido pelo Grupo 3778, player de saúde corporativa do Brasil, cerca de 62% dos profissionais de saúde no País se sentem nervosos, tensos ou preocupados durante a rotina de trabalho.
Mais do que isso. 48% dorme mal; 46% se sentem cansados o tempo todo; 16,5% apresentam transtorno de ansiedade e 12% apresentam problemas relacionados ao estresse!

E mais de 66% dos entrevistados alegaram nunca terem feito tratamento ou acompanhamento psicológico. A healthtech, que tem com foco a saúde corporativa, indicou ainda que 8,9% apresentam transtornos depressivos. “Cada vez é mais comum um maior sofrimento com a baixa ou ausência de suporte social em diversas profissões e por isso precisamos falar sobre a saúde mental e seus impactos na vida desses profissionais”, explicou Luís Guilherme de Mendonça, médico de família e comunidade da 3778.

Ser profissional de saúde é lidar com o problema e o sofrimento do outro. Isto por si só já é desafiador e quando se soma o fato que este profissional é também uma pessoa vivenciando seus próprios problemas constrói-se o cenário de risco para o adoecimento mental. Além disso, como citado, tem a questão dos problemas para dormir.

“O sono é fundamental para ajudar na regeneração celular de todo o organismo, na produção equilibrada dos hormônios, além de auxiliar a manter tanto corpo, quanto mente equilibrados. Profissionais de saúde operam em escalas, plantões e até mesmo em dupla jornada e por isso é um ponto de alerta saber que muitos colaboradores sofrem com a falta de qualidade no sono”, completou o especialista. O estudo foi feito por meio do Questionário de Saúde Mental e aplicado em acompanhamentos durante os últimos 12 meses.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments