terça-feira, julho 16, 2024
INICIAL☆ DestaqueDiocese de Amparo celebra 25 anos de instalação

Diocese de Amparo celebra 25 anos de instalação

Neste sábado, 25, a Diocese de Amparo celebra seus 25 anos de instalação. As paróquias de Mogi Mirim fazem parte deste núcleo diocesano e tem se movimentado para acompanhar as comemorações pela data.

A Missa Solene será neste dia 25, a partir das 18h, presidida pelo bispo Dom Luiz Gonzaga Fechio, na Catedral de Nossa Senhora do Amparo, sede da Diocese. O encontro será na Praça João Batista Lisboa, em frente à Catedral e, logo após a parte religiosa, a festa continua com show da banda Missionário Shalom.
Tanto que, devido à solenidade, não há previsão de missas nas igrejas de Mogi Mirim, sendo a única na diocese a agendada para a catedral, em Amparo (SP).

História
A Diocese de Amparo nasceu no dia 23 de dezembro de 1997. Foi um momento de grande alegria, pois há muito tempo se pensava em transformar a Região Leste de Campinas em uma Diocese, já que, com o crescimento rápido da Arquidiocese de Campinas, tornava-se difícil a presença do pastor, o Arcebispo Metropolitano, junto a todas as comunidades.

Formou-se então uma comissão composta de párocos dessa região leste da Arquidiocese, para estudar e encaminhar o assunto, instaurando assim um processo de criação da nova Diocese. Muitas reuniões foram feitas e a equipe responsável, assessorada por técnicos, promoveu um amplo levantamento sócio-econômico-religioso da região, visitando todas as paróquias e comunidades, produzindo um trabalho escrito de grande valor histórico, que, posteriormente, foi enviado à Santa Sé.

O então Arcebispo de Campinas, Dom Gilberto Pereira Lopes, na Assembleia dos Bispos do Regional Sul da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Itaici, bairro de Indaiatuba (SP), pediu o parecer dos bispos do estado de São Paulo, parecer este que foi favorável, por unanimidade, à criação da nova Diocese. O Arcebispo escreveu, então, carta ao Santo Padre, o Papa João Paulo II, em 20 de Abril de 1995, nestes termos: “Prostrado ante Vossa Santidade e implorando bênção, venho trazer o pedido de criação de uma nova Diocese, desmembrada da nossa Arquidiocese de Campinas, no Estado de São Paulo, Brasil”.

No dia 23 de dezembro de 1997, Sua Santidade o Papa João Paulo II, atendendo ao pedido, criou, através da Bula Pontifícia “ECCLESIAE UNIVERSAE”, a Diocese de Amparo, com território desmembrado da Arquidiocese de Campinas e de uma pequena parte do território da Diocese de Limeira. Assim, a Diocese de Amparo é formada por 11 municípios: Amparo, Mogi Mirim, Itapira, Holambra, Santo Antônio de Posse, Pedreira, Jaguariúna, Monte Alegre do Sul, Serra Negra, Lindoia e Águas De Lindoia.

Na mesma Bula Papal, o Santo Padre nomeou, como bispo diocesano de Amparo, Dom Francisco José Zugliani, do clero da Diocese de São Carlos, pároco de Nossa Senhora do Patrocínio, na cidade de Jaú (SP). A instalação da nova diocese aconteceu no dia 25 de março de 1998, em cerimônia memorável, com solene celebração eucarística defronte à Igreja Catedral, presidida por Dom Gilberto Pereira Lopes, Arcebispo Metropolitano de Campinas, com a participação marcante de bispos, sacerdotes, religiosos, religiosas e milhares de fiéis vindos das onze cidades da Diocese de Amparo. Nessa missa foi também empossado, como bispo diocesano, Dom Francisco José Zugliani.

A nova diocese surgiu com 22 paróquias, 19 sacerdotes do clero diocesano, 13 sacerdotes do clero religioso, 162 religiosas distribuídas por nove congregações e 23 casas religiosas. No dia 24 de Outubro de 2010, foi empossado o segundo bispo diocesano, Dom Pedro Carlos Cipollini.

Ele foi substituído no dia 6 de janeiro de 2016 por Dom Luiz Gonzaga Fechio, que era auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG). De acordo com o comunicado, a diocese estava sem um bispo – o chamado período da Sé Vacante pela Igreja Católica – desde o dia 27 de maio de 2015, quando Dom Pedro Carlos Cipolini foi transferido pela Papa Francisco para a Diocese de Santo André a fim de substituir Dom Nelson Westrupp, que pediu renúncia do cargo por limite de idade, conforme prevê o Código de Direito Canônico. Neste intervalo de tempo, o colégio de consultores da diocese elegeu o padre Pedro Maia Pastana como administrador diocesano até a nomeação do novo bispo.

A Diocese de Amparo é composta por cinco foranias, sendo uma delas a de São José, que compreende as paróquias da cidade de Mogi Mirim: Santa Cruz, São Benedito, São José, Senhor Bom Jesus do Mirante, São Joaquim e Sant´Ana, São Pedro Apóstolo e da Imaculada Conceição Aparecida.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments