segunda-feira, julho 8, 2024
INICIAL☆ Destaque EsporteMika é vice-brasileira de Corrida de Montanha

Mika é vice-brasileira de Corrida de Montanha

Mirlene Picin se tornou vice-campeã brasileira de Corrida de Montanha ao alcançar a segunda posição no Campeonato Brasileiro de Skyrunning 2023. O título foi registrado na disciplina de kilometro vertical da modalidade skyrunning e a prova ocorreu na sexta-feira, 21, em Jaraguá do Sul (SC).

A disputa em VK ou Kilometro Vertical teve 4,6 quilômetros de distância, com 850 metros de altimetria acumulada. O formato da competição é de ascensão ou ataque ao cume, ou seja, uma corrida da base da montanha ao topo. Quem chegar primeiro (melhor tempo) é o vencedor da prova.

Com validade de Campeonato Brasileiro de 2023, o evento contou com a presença de atletas de todo o território nacional e as disputas aconteceram na modalidade VK, Sky 24km e SkyUltra 50km. Mika terminou o percurso em 47min53seg, ficando atrás apenas de Maria Clara Hillmann, de Florianópolis (SC), que concluiu a prova em 44min51seg. Manuela Onzi (53min37seg), Karina Generoso (54min29seg) e Linabel Pimentel (55min08seg) fecharam o pódio.

Com o vice campeonato, a atleta reafirmou a vaga para compor a seleção brasileira de skyrunning para o Campeonato Sul-Americano da modalidade que, neste ano, será em Serra (ES), no dia 23 de junho. Mirlene já tinha a vaga garantida por ter sido a líder do ranking brasileiro de kilometro vertical em 2022.

Considerada a modalidade mais exigente da corrida de montanha, são provas que devem ter no mínimo 2,5km e no máximo 6km, mas, obrigatoriamente, devem ter um ganho de elevação de mais de 1km. “É o famoso do inferno ao céu em 2 palitos”, define a atleta mogimiriana. É comum as provas acontecerem em pistas de ski, onde se corre ao contrário, ou seja, na subida, com inclinações que podem passar de 40%, com trechos de ‘escalaminhada’ ou a engatinhada, por vias naturais ou via ferrata.

Em 2018, Mirlene foi a primeira atleta do Brasil, entre homens e mulheres, a largar em uma etapa da Copa do Mundo desta modalidade (Zegama Vertical Kilometer, no País Basco, na Espanha), sendo a 19ª colocada entre 40 participantes. De lá pra cá a atleta competiu em solo nacional e internacional neste tipo de prova, representando o Brasil no mundial da modalidade, em 2022.

Na ocasião, a corredora foi a 21ª colocada da prova, melhor brasileira e melhor atleta das Américas. O mundial aconteceu em Domodossola, na Itália. A atleta é patrocinada pela Cortag, Hospital 22 de Outubro, Syrius Medical Group, TM Racing Motos Brasil e Mediphacos e tem apoio da Agência Theodoro Jr.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments