terça-feira, julho 16, 2024
INICIALVariedadesReconhecendo a ansiedade

Reconhecendo a ansiedade

Por Michele Kimie Sukada Lima
@michelesukadalima.psi

Ficar ansioso é uma reação normal do corpo quando é necessário agir; é uma forma de o corpo e a mente reagirem a uma situação considerada intimidadora e incerta, que traz angústia, desconforto e um sentimento de apreensão ao enfrentar algo novo ou uma situação que possa representar alguma ameaça.
Qualquer pessoa pode desenvolver uma crise de ansiedade em algum momento da vida e nem sempre é necessário haver predisposição genética ou episódio traumático. Pode haver um conjunto de fatores que precisam ser observados, como experiências de vida, crenças e formas de interpretação da vida, fatores estressores como sobrecarga de trabalho, perda de emprego, luto, divórcio, bullying, relacionamento abusivo, abuso de substâncias, mudança de cidade, de emprego, de escola, diagnóstico de doença, conflitos familiares, traumas, acidentes, distúrbios hormonais e outros.
Por isso, é importante perceber quando essa preocupação se torna excessiva, quando o medo se torna paralisante, atrapalhando o dia a dia e a qualidade de vida. Nesse momento, é importante observar a intensidade e a duração dos sintomas e buscar ajuda especializada.
Alguns possíveis sintomas físicos da ansiedade incluem: dor ou aperto no peito, aumento do ritmo cardíaco, respiração ofegante ou falta de ar, tremores no corpo, dores de cabeça, sensação de fraqueza ou fadiga, sudorese, tensão muscular, queda de cabelo, aumento ou perda de peso, insônia ou hipersonia, dor no estômago, problemas digestivos, tontura, pernas agitadas e diarreia.
Alguns sintomas psicológicos incluem: constante tensão ou nervosismo, dificuldades de concentração, medo constante, preocupação exagerada, pensamentos obsessivos, intrusivos, negativos e pessimistas, irritabilidade, inquietação, instabilidade de humor, impulsividade e/ou procrastinação, compulsões, sensação de morte e perda de controle.
Alguns dos sintomas físicos se assemelham a outras doenças, por isso é importante procurar acompanhamento médico e psicológico para avaliar os sintomas físicos em conjunto com os sintomas psicológicos, possibilitando um possível diagnóstico de transtorno de ansiedade.
A psicoterapia nesses casos contribui para que o paciente compreenda e encontre estratégias para lidar com os sentimentos, ajuda na investigação das possíveis causas, facilita a busca por estratégias de enfrentamento e contribui para a qualidade de vida por meio de reflexões, questionamentos e mudanças de comportamento.
Compreenda o seu estado, entenda os seus limites e perceba quando não estiver bem, mas evite fazer autodiagnóstico, tirar conclusões por conta própria ou supor o diagnóstico. O mais indicado é procurar ajuda especializada. A saúde mental deve ser tratada com seriedade.

Estou à disposição

Michele Kimie Sukada Lima
Psicóloga Clínica e Home Care
Atendimento on-line e Presencial
Atendimento individual, em grupo e para casais adolescentes e adultos
Contato: (19) 99168 8469

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments