sábado, julho 13, 2024
INICIALVariedadesSaúde: influência nas escolhas alimentares

Saúde: influência nas escolhas alimentares

POR MARIA ISABEL BORDIGNON
@nutrimariaisabel

Você já refletiu porque você come o que come? Em que se baseiam as suas escolhas alimentares? Quais são as influências que você tem para escolher determinados alimentos? Quando pensamos em escolhas podemos defini-las como um processo mental de pensamento, que envolve um julgamento sobre as opções que temos e, por fim, fazemos as nossas escolhas.

Assim as escolhas alimentares significam que escolhemos determinados alimentos, em detrimento de outros, através de um julgamento prévio. Dessa forma escolhemos e consumimos alimentos e bebidas considerando o quê, como, onde, quando, com quem comemos, gerando um comportamento e com o passar do tempo um hábito.

As escolhas alimentares são influenciadas por diversos fatores que envolvem decisões conscientes, automáticas, habituais e inconscientes. De acordo com um estudo americano estima-se que fazemos 14 escolhas alimentares conscientes e mais de 200 escolhas inconsciente diariamente, não é de assustar? Os fatores que determinam ou influenciam nossas escolhas são:

– Relacionados com o alimento: sabor, aparência, cheiro, textura, valor nutricional, qualidade do alimento, preço, e também se o alimento é familiar para nós.
– Relacionados ao ambiente onde estamos: limpeza do local, presença de pessoas conhecidas, distrações do ambiente, luzes, barulhos, mídias sociais, propaganda e cultura alimentar local.
– Relacionados à pessoa: idade, sexo, doença, renda familiar, escolaridade, emoções (quando estamos ansiosos, nervosos, com raiva, irritados, alegres), crenças alimentares (muitas vezes crescemos com elas).

Talvez você nunca tivesse pensado em todos estes aspectos antes, já que fazemos escolhas inconscientes na maior parte do nosso dia. Porém quando nosso objetivo é implantar na nossa rotina escolhas alimentares saudáveis melhorando nosso estilo de vida, precisamos primeiramente conhecer nosso padrão de escolhas, nos questionar porque escolhemos certos tipos de alimentos, como e quando escolhemos.

Entender que errar faz parte do processo e que conhecendo e identificado os possíveis “tropeços” podemos aprender e fazer diferente da próxima vez. Toda mudança tem seu tempo, não é do dia para noite, por isso é um processo.

Ser mais gentil e compassivo consigo mesmo é fundamental para que você encontre respostas, internalize o que realmente precisa alterar na sua rotina, e se sentir dificuldade procure um profissional que te ajude nesta trajetória.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments