terça-feira, julho 16, 2024

DA FONTE

PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
Com o objetivo de discutir políticas públicas para as pessoas com deficiência, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e assessora setorial da Secretaria de Obras e Habitação Popular, Dayane Amaro, e a secretária de Relações Institucionais, Maria Helena Scudeler de Barros, representando o prefeito Paulo Silva (PDT), estiveram presentes na Fatec, na quinta-feira, 4, em uma reunião com o coordenador e o professor do curso de DSM (Desenvolvimento de Software Multiplataforma), Marcos Roberto Nava e César Eduardo Soares Bagnolo, respectivamente. Produtivo, o encontro abordou o tema tecnologias assistivas, além da inclusão das pessoas com deficiência com a finalidade de se buscar novos projetos para esta população.

PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA
Na terça-feira, 2, uma audiência pública no plenário da Câmara tratou sobre o aumento do número de andarilhos e pessoas em situação de rua no Município. O encontro reuniu representantes do Poder Público, do comércio, de instituições religiosas, de voluntários que trabalham com esse público e da população em geral e foi uma iniciativa das vereadores Sônia Regina Rodrigues Módena (PSD) e Luzia Cristina Cortes Nogueira (PDT).

CAMINHOS
Uma das orientações discutidas no encontro foi com relação às esmolas. De acordo com os representantes do Poder Público, quando um andarilho ou uma pessoa em situação de rua pedir algo, a população deve oferecer preferencialmente alimentos ou orientações sobre serviços prestados no Município para esse público – por exemplo, a Casa de Passagem. A ajuda em dinheiro, conforme as autoridades explicaram, deve ser evitada, pois muitas vezes contribui para financiar o vício em substâncias ilícitas ou em álcool, assim como, funcionam como atrativo para que mais andarilhos procurem a cidade. Ao longo do encontro, os participantes enfatizaram a complexidade da questão, com casos que em geral envolvem o desemprego, a dependência química (condição de grande parte deles, segundo as autoridades e integrantes da equipe da Casa de Passagem) e violência doméstica (às vezes o motivo por terem sido colocados para fora de casa).

NO RECANTO
Tem eleições chegando no Clube Mogiano. Porém, diferente de outros anos, vai ter aclamação. É que, vencido o prazo para o registro de candidatos para a diretoria que comandará o Recanto entre 2023 e 2026. A publicação de edital tratando do pleito ocorreu no final de março e, 30 dias depois, somente a chapa ‘Evolução e Experiência’ protocolou a candidatura. Assim, no dia 21 de maio, das 9h às 17h, os associados devem aclamar Antonio Roberto Guarnieri, o Betão, como presidente. Ele é o atual vice de uma diretoria que tem como presidente Fernando Zeni, agora candidato a vice.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments